Direitos Autorais Reservados / Lei. 9.610 de 19/02/1998

Protected by Copyscape plagiarism checker - duplicate content and unique article detection software.

7 de junho de 2008

poema antigo...

Não deveríamos amar
nem sequer nos apaixonar
por quem quer que seja.
É como cair em um abismo sem fim.
É como ter o corpo dilacerado por leões.
É como ter os olhos vazios.
Como ter um coração
negro enganado.
O amor me atrapalha,
me deixa inseguro
e em frangalhos.
Eu renego o amor que eu sinto.

2 comentários:

  1. Passando só pra falar q eu to viva....óóóó´....e lendo sempre q dá :D

    Bjus*

    ResponderExcluir

valeu por comentar